Ilustrações e escritos, ficcionais ou não, por Maria Eloise

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Versos sobre minha prosa

 

Gosto de cantar verso
Gosto de contar prosa
Gosto de causar angústia
Ou uma alegria gostosa

Mas uma dúvida incômoda
Invadiu meu coração
Tem a ver com a prosa crua
Que concebo de lápis a mão

Sei que sou poeta
A cada palavra que verso
Mas será que há poesia
Quando descrevo um meu universo?

Será que houve poesia
Cada vez que pari minhas histórias?
Ou as narrações foram um amontoado
De palavras aleatórias?

Há poesia na minha prosa?
Mas que tema foi esta glosa!

domingo, 17 de abril de 2016

Aos filhos da pátria amada




Nossas matas virgens
São vendidas a cafetões
Nosso ouro e nossas riquezas
São levados por ladrões

Nosso céu azul
É velado por carbono
Das estrelas morre a esperança
A sensação é de abandono


Muito se grita, muito se bate
E os de cima se riem
"O povo que se cate"

Irmãos, somos filhos desta terra
Ostentem a faixa de ordem
Que o progresso nos espera